Medos na Infância

 

medos

O medo é uma reação normal quando nos encontramos em alguma situação que pode tornar-se perigosa. O suor, o aumento do ritmo cardíaco e respiratório, a tensão muscular…

As crianças sentem os mais variados tipos de medos. Elas chamam a atenção dos adultos das mais diversas formas, chorando, gritando, entre outros tipos de reações. Desta forma, ela espera que o adulto tome frente e a ajude resolver uma situação diante de um possível perigo.

A reação dos adultos é muito importante para as crianças, visto que adultos são os modelos a serem seguidos.

É natural a criança sentir medo. Ele serve como um alerta de que algo ameaçador possa vir a acontecer e evita que o ser humano corra riscos desnecessários.
Mas como lidar com os medos infantis?
Respeitar os medos e apoiar a criança são duas atitudes fundamentais. Ao lidar com o medo de seu filho é preciso ter coerência e uma dose de imaginação.
Não se pode dizer à criança que monstros não existem, mas em algum momento ameaça-lo que o “bicho papão vem te pegar se você não comer.”

Quando a criança é muito pequena, pode ser difícil descobrir o que a assusta. Ela mesma as vezes não consegue definir seu medo, quem dirá conversar sobre isso. Nesse momento é muito importante que os pais estejam atentos aos mais variados sinais que a criança começa a dar. Quando ela se nega a ir para a cama, quer ver televisão até tarde, busca frequentemente dormir no quarto dos pais, entre tantos outros sinais.
Neste momento, é fundamental que os pais prestem atenção à seus filhos, e aprendam a ouvi-los e ter um diálogo com eles. Fale sobre seus medos e o que o assustava quando você era pequeno. Mostrar aos pequenos que sentir medo é normal, é muito importante. Converse com seu filho. Passe segurança e ajude a enfrentar estes medos com carinho, compreensão e criatividade

REPELENTE_INSTAGRAMEncare o medo de monstros por exemplo de uma maneira mais criativa, mais lúdica. Leia histórias onde os heróis vencem o monstro, pegue seu filho pela mão e passe um spray anti monstros pelo quarto dele, assim como você passa o spray para afastar os mosquitos. Amenizar o medo infantil usando a própria imaginação dos pequenos como antídoto, pode ser uma boa saída.
Nunca subestime ou desmereça o medo de uma criança, aprenda a aceita-lo de uma forma natural para o crescimento sadio de seu filho.
Não alimente medos infundados nem ameace seu filho dizendo coisas do tipo: “a bruxa vem te pegar se você não for tomar banho”.

Estabeleça uma relação de confiança com os pequenos, converse, enfrente este medo junto com eles, seja sempre um exemplo de boa educação, respire fundo e tenha muita paciência e compreensão. O medo dos monstros, do escuro, de trovões, vai passar e dar espaço a novos medos. Afinal, assim se aprende a lidar com as mais variadas situações que irão surgir em nosso futuro. Desta forma aprendemos a viver, enfrentando nossos medos e seguindo em frente.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s