Conheça o Pote da Calma (Calming Jar)

diy-clam-down-jar-toddlers-3

 

Calming Jar, em livre tradução, o vidro ou o pote da calma, é um instrumento inspirado no método Maria Montessori, usado para acalmar as crianças depois de um choro ou de uma briga.

Em especial o instrumento ajudaria as crianças a ficarem tranquilas para conseguirem escutar o que os pais ou os professores têm a dizer. O pote da calma é utilizado nos momentos em que as crianças precisam de alguns minutos para se acalmar.

O pote da calma tem glitter colorido e basta agitá-lo para criar um pouco de “magia”. O efeito chamaria a atenção da criança que, atraída pelo brilho, se volta para o momento presente. O seu conteúdo pode ser de diversas cores, porém, o AZUL tem demonstrado ser a cor com maior poder calmante.

É como ensinar as crianças a respirarem fundo nos momentos em que elas precisam ficar calmas para tentarem explicar suas tristezas, frustrações ou raivas, o que é muito difícil para elas.

Os princípios do Método Maria Montessori de educação é aplicável a todos, mesmo em casa e não havendo à disposição os materiais didáticos que fazem parte do método escolar.

De acordo com Maria Montessori, o centro da aprendizagem é a própria criança que, com sua curiosidade natural, explora e dá ainda mais vazão à sua necessidade de aprender, se tiver à sua disposição um ambiente adequado, variado e estimulante.

Alguma vez você já se viu diante de uma criança contrariada, agitada e nada pareceu ajudar a acalmá-la? O pote da calma surgiu como um recurso concreto e portátil (pois seu tamanho é adequado para ser utilizado em vários ambientes) para ajudar a criança na contenção de suas reações.

A criança pré-escolar (e até mesmo algumas mais velhas) não é capaz de autorregular suas reações físicas e emocionais aos estressores do meio externo. Assim como os bebês recém-nascidos, precisam desenvolver a regulação de seus batimentos cardíacos, respiração e temperatura, as crianças precisam de recursos para desenvolver a capacidade de regulação das reações emocionais.

Todas as crianças, durante a etapa de desenvolvimento do controle emocional, podem se beneficiar deste instrumento. Mas, especialmente as crianças portadoras de Transtornos do Espectro Autista ou com outros transtornos do desenvolvimento podem utilizar o pote da calma de forma muito eficaz. A manutenção do foco em uma mesma atividade e a sensação de que existe um apoio externo concreto, nestes casos, é de grande valia.

Esta capacidade se chama “aprendizagem de autorregulação”. A criança tem a necessidade de modelos e instruções do adulto para ir construindo esta capacidade, bem como necessita de acompanhamento das reações ao estresse emocional. Com o tempo, espera-se que a criança vá aprendendo a regular-se e acalmar-se sozinha. O pote da calma surge como um instrumento para auxiliar neste processo.

Se a criança estiver tão contrariada ou chateada a ponto de não poder ser consolada ou distraída com outras atividades “calmantes”, o pote da calma serve como uma “âncora” visual que ajuda a trazer seu foco para um único ponto diferente do seu mundo que naquele momento está “fora de controle”.

Num primeiro momento o uso do pote da calma deve ser introduzido por um adulto. É importante que seja explicado e apresentado para a criança em um momento de tranquilidade e calma, para que ela entenda adequadamente para que e como funciona. É indicado que a criança ajude na montagem do seu pote, pois isto a envolverá no processo de entendimento deste instrumento de apoio para ajuda-la a se acalmar.

Como montar e utilizar:

– Em primeiro lugar, aproveite o momento de montagem para contar a história do pote. Mostre o pote, a cola colorida e a garrafa PET. Diga que farão “uma poção mágica que tem o poder de acalmar as crianças quando estão brabas ou nervosas”;

– O adulto deve chacoalhar o pote e dar para a criança.  Deverá instruí-la a olhar o processo do glitter caindo até a base e explicar seu funcionamento. Você poderá explicar que em quanto ela observa o processo, pode dizer com as próprias palavras o porquê estava tão nervosa em dado momento. Por exemplo, após ser contrariada em um pedido, porque ela gritou e se atirou no chão: “conte para todas essas estrelinhas como você estava se sentindo até que elas tenham caído todas até o fundo do pote. As estrelinhas estão acostumadas a ouvir os problemas de muitas crianças e tem o super poder de acalmar”.

 O esperado é que após a repetição destas instruções algumas vezes, que a própria criança utilize o pote da calma quando sentir necessidade.

O grande objetivo é auxiliar a criança no processo do desenvolvimento da autorregulação de suas reações físicas emocionais frente aos estressores do mundo externo, e assim, ir criando uma criança que se sinta capaz de buscar o próprio equilíbrio para lidar com as situações complexas do dia a dia.

Pote-calma-imagem-principal

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s